DIÁRIO DE UM PROFESSOR

Feriado

Em outros anos, o feriado de 10 de Junho, para além de assinalar todas aquelas efemérides que sabemos e servir para distribuir comendas a vultos importantes para a República que temos, marcava uma espécie de arranque para as tarefas finais do ano lectivo.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Em outros anos, o feriado de 10 de Junho, para além de assinalar todas aquelas efemérides que sabemos e servir para distribuir comendas a vultos importantes para a República que temos, marcava uma espécie de arranque para as tarefas finais do ano lectivo. Sim, eu sei que faz lembrar o preenchimento de grelhas, o cálculo de médias e percentagens de sucesso ou a preparação de declarações para actas, mas antes isso do que perder a linha do horizonte.

Este ano, em virtude de duas semanas sem aulas, considerou-se que, nos casos do 1.º e 2.º ciclo, esse tempo deveria ser “recuperado”, eliminando a pausa do Carnaval, encurtando a da Páscoa e estendendo o 3.º período por Julho dentro. Parece que é para compensar o incómodo causado a algumas personalidades com muito espaço mediático, que sentiram com especial dramatismo o convívio diário com a sua descendência mais jovem durante o período do confinamento.

A outra hipótese explicativa para esta medida é de se pretender fazer experiências acerca dos efeitos do calor em corpos estacionados em salas de aula sem climatização durante 50 ou 90 minutos. Confirmar se é verdade aquilo da aceleração das partículas e se é aplicável à macro-escala. 

Em especial em salas viradas a sul na maior parte do dia, ali a partir das 11-12 horas, com a necessidade de ter as janelas abertas, serão verdadeiras aulas de Ciência Viva em todo aquele país a que não chegou a Parque Escolar e o dinheiro para pagar a manutenção e a conta dos equipamentos de ar condicionado. Para além de que, como bónus, será um verdadeiro festival para alguns sentidos, mesmo com máscara.

*Por decisão do autor, o presente texto não segue o novo Acordo Ortográfico.

Paulo GuinoteProfessor do Ensino Básico, doutorado em História da Educação. Autor do blogue O Meu Quintal
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.