PRINCÍPIO DO CONTRADITÓRIO

Covid-19 | Dia 1 – Em estado de alerta

A declaração de estado de alerta veio reforçar fenómenos que se verificavam desde o final da passada semana e que, por muito que não se queira, começam a entrar-nos na pele.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

A declaração de estado de alerta veio reforçar fenómenos que se verificavam desde o final da passada semana e que, por muito que não se queira, começam a entrar-nos na pele.

Na frente educativa, já começa a ser cansativo a atitude hiperactiva de quem parece ter-se esquecido que a semana das avaliações começa apenas no dia 30 ou que a última semana de aulas do 2.º período costuma ter muita coisa extra-curricular, mas poucas aulas. Ou de quem está manifestamente entusiasmado com a possibilidade de mostrar que é mais século XXI do que os outros e vai de exibir as suas competências digitais que, em muitos casos, estão longe de ser impressionantes: Mas sempre dá para polvilhar as redes sociais de “inovação” e que está tudo muito empenhado no teletrabalho, modelo 24/7. Nada contra, excepto quando pretendem que todos partilhemos de uma agitação que esbarra na atitude de muitos alunos que, eles sim, se sentem merecidamente em férias.

Quanto ao resto do quotidiano, as regras de entrada nos espaços comerciais são respeitadas porque ainda somos um país de gente respeitadora, embora com uma minoria de malcriados estridentes. Os seguranças de algumas cadeias de supermercados estão longe de ser figuras imponentes e duvido que tenham formação para isto, mas até que parece estar tudo a correr bem. Apesar de se ter dito que o uso de máscaras por quem não tem sinais da covid-19 é inútil, há uma quantidade assinalável de pessoas que prefere andar com elas como se estivéssemos numa espécie de prolongamento do Carnaval. Tudo bem, quando se gastarem no período mais crítico, logo falamos.

*Por decisão do autor, o presente texto não segue o novo Acordo Ortográfico.

Paulo GuinoteProfessor do Ensino Básico, doutorado em História da Educação. Autor do blogue O Meu Quintal
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.