PEDIATRIA

A criança e os insetos

Chegou o verão. O tempo passado no exterior e a temperatura amena fazem deste o período de eleição para intensos encontros entre crianças e insetos.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
As lesões de picada são muitas vezes pruriginosas e dolorosas e, quando coçadas, podem infetar. São motivo de irritabilidade, perturbação do sono e vindas aos serviços de saúde. Para além do incómodo causado, há o risco de transmissão de infeções por alguns mosquitos, como é o caso do vírus de dengue, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Assim, a melhor solução é evitar a picada com a proteção adequada.
O mercado está repleto de produtos que prometem proteger de picadas. No entanto, deve ter em atenção que existem diferentes níveis de proteção e idades recomendadas para cada produto. Leia sempre as recomendações de utilização dos produtos que adquirir.

Barreiras mecânicas:
As barreias mecânicas devem ser privilegiadas em todas as idades, pois são muito eficazes para todos os insetos, se utilizadas corretamente. As redes mosquiteiras podem ser colocadas nas janelas e sobre os berços. Os poros da tela não devem exceder 1,5 mm. A criança deve usar roupa de manga comprida, calças e meias, de preferência da cor branca, para poder ver o mosquito sobre o tecido.

Biocidas:
A pulverização da roupa e mosquiteiros com Permetrina a 4% é uma boa solução para a proteção noturna ou um complemento à proteção diurna em todas as idades. Este não é um repelente, mas sim um composto que mata os insetos que se aproximarem. Após pulverizar com o produto deixe secar durante 45 segundos antes de vestir, e só necessita de reaplicar uma vez por semana. Não aplique diretamente na pele da criança.

Pode aplicar inseticidas dentro de casa, em spray ou difusor. Após a aplicação, aguarde o tempo estipulado pelo fabricante antes de a criança entrar na divisão, habitualmente algumas horas. Esta medida mata os insetos que se encontram na divisão, mas é eficaz apenas em espaços pouco ventilados. 

Repelentes:
Os repelentes atuam formando uma camada de odor repulsivo para o inseto. São em geral muito eficazes contra mosquitos, moscas, pulgas e carrapatos, mas já não são contra aranhas, formigas ou abelhas.

Para aplicação em crianças, prefira produtos em roll-on, creme ou gel, em vez de spray, pois este facilmente entra em contacto com os olhos e mucosas da criança, sendo absorvido e, por isso, tóxico. Nunca pulverize diretamente sobre a cara; coloque antes o produto nas mãos e espalhe cuidadosamente na face. Em seguida lave as mãos.

Em caso de contacto com os olhos lave abundantemente com água corrente ou soro. Em caso de ingestão, não induza o vómito e recorra ao hospital mais próximo.

Aplique uma fina camada de produto e apenas na pele exposta e íntegra. Não aplique sobre as roupas ou em lesões da pele. É importante respeitar o tempo de aplicação recomendado pelo fabricante já que as reaplicações frequentes poderão ser tóxicas. Quando o repelente já não for necessário, por exemplo, quando estiver dentro de casa ou durante a noite, lave a pele da criança com água e sabonete. Assim, vai reduzir a absorção dos produtos pela pele.

Os produtos comercializados em Portugal encontram-se maioritariamente restritos a idades superiores a 2 anos, pela escassez de estudos em populações mais novas, e pelo facto de poderem ingerir mais facilmente pequenas quantidades do repelente aplicado na sua pele. (ver tabela 1)

O DEET é o repelente mais eficaz e amplamente testado. As formulações mais concentradas apresentam maior período de ação, pelo que a escolha depende do tempo em que a criança estará exposta em Natureza: se entre 1-2 horas, escolha DEET 10%; se 5-7 horas, prefira DEET 25-30%. Pode ser utilizado em crianças a partir dos 3 meses de idade, no entanto, os produtos contendo DEET comercializados em Portugal recomendam o seu uso a partir dos 2 ou 10 anos consoante as marcas. Embora a toxicidade seja relativamente reduzida, não deve entrar em contacto com olhos, boca ou feridas da pele, pelo risco de aumentar a absorção e provocar irritação ocular, dermatites, urticária ou alterações neurológicas. Neste contexto, evite aplicar sobre lesões de acne, psoríase ou dermite atópica. É também contraindicada a aplicação em crianças com antecedentes de convulsão.

A Icaridina em concentração de 5-10% é igualmente eficaz mas apresenta menor tempo de ação, cerca de 3-4 horas. Em contrapartida, tem uma textura mais agradável e menos oleosa. É considerada de baixa toxicidade se corretamente aplicada, mas não deve ser administrada antes dos 6 meses de idade.

O IR 3535 é um repelente mais recente, considerado de baixa toxicidade. É recomendado a partir dos 12 meses de idade.

Os produtos à base de óleos naturais e plantas, são em geral, menos eficazes do que os sintéticos e mais voláteis, tendo um breve período de ação. Destes, o mais eficaz é o óleo de eucalipto-limão, também designado de Citriodiol. Outros exemplos são a citronela, óleos essenciais de lilás etc. Mesmo sendo de base natural são igualmente tóxicos, pelos que os cuidados de aplicação devem ser mantidos.  O óleo de citronela não é recomendado abaixo de 6 meses de idade.

As pulseiras contendo repelente, comummente DEET ou citronela, ainda não têm eficácia comprovada.

Difusores de ultrassons:
Os difusores de ultrassons silenciosos e sem produtos químicos são inócuos para os humanos, mas infelizmente apresentam muito baixa eficácia. Para além disso, alguns destes dispositivos são ruidosos e provocam mal-estar à criança. Assim, este mecanismo pode ser usado desde o nascimento mas apenas como complemento a outros mecanismos de proteção.
Adaptação das recomendações do Grupo de Pediatria Tropical Francês.

- Até aos 6 meses de idade não deve usar repelentes na pele da criança. Prefira a proteção de redes mosquiteiras, roupa de manga comprida, calças e meias.
- Dos 6 meses aos 2 anos de idade: DEET 10%, ou Citriodiol 20-30%, 1 aplicação diária.
- Acima de 2 anos, para além dos anteriores, pode aplicar produtos à base de DEET 20-35%, Icaridina, Citriodiol ou IR3535 entre 20-35%. Máximo de 2 aplicações diárias.
- Acima dos 12 anos poderá fazer 3 aplicações diárias.


Estas indicações não se sobrepõem às de cada fabricante que devem ser sempre respeitadas.
A maioria dos insetos tem o seu pico de atividade ao amanhecer e ao entardecer, sendo esses os momentos em que as medidas de proteção devem ser mais rigorosas.

Se a criança for picada, mantenha a ferida limpa e seca. Vigie sinais locais de inflamação, pápulas e vesículas, se provoca dor ou prurido. Pode aplicar água fresca sobre as lesões e administrar um anti-histamínico para o prurido ou analgésico para a dor, como o paracetamol ou ibuprofeno. Se a criança ficar com febre, mais parada ou com dificuldade em respirar deve leva-la ao médico de imediato.


Repelentes Autorizados pela Direção Geral de Saúde

Substância ativa

%

Recomendação da marca

Akipic Loção Anti-mosquitos

IR3535

25

> 3 anos*

Autan Activo Vaporizador

Icaridina

20,0

> 2 anos*

Autan Família Bálsamo

Icaridina

10,0

> 2 anos*

Autan Family Care Júnior Gel

Icaridina

10,0

> 2 anos*

Autan Family Care Spray Seco

DEET

15,27

> 2 anos*

Autan Protection Plus Spray

Icaridina

16,0

> 2 anos*

Autan Protection Plus Vaporizador

Icaridina

20,0

> 2 anos*

Contrapic Roll On

IR3535

15

***

Contrapic Spray

IR3535

15

***

Egrema repelente de insectos

DEET

19,40

***

Manouka locão anti-mosquitos zonas tropicais

IR3535

25,00

> 3 anos*

Manouka locão anti-mosquitos zonas temperadas

IR3535

15,00

> 12 meses*

Moustidose Cuidado repelente hidratante

Icaridina

25,00

> 30 meses*

Parazeet peles Normais

Icaridina

10,45

> 12 meses*

Parazeet peles Sensíveis

IR3535

25,00

> 12 meses*

Pré-Butix Creme

IR3535

10

> 30 meses*

Pré-Butix especal trópicos

Icaridina

25,00

> 30 meses*

Pré-Butix Gel Concentrado

IR3535

20

> 30 meses*

Pré-Butix R3535 25%

IR3535

25

> 30 meses*

Pré-Butix R3535 20%

IR3535

20,00

> 30 meses*

Pré-Butix Loção

IR3535

20

> 30 meses*

Pré-Butix Loção R3535 25%

IR3535

25,00

> 30 meses*

Previpic

DEET

21,30

> 3 anos*

Stop Melgas loção repelente

IR3535

25

> 2 anos**

Tabard Aerosol

DEET

19,9

***


Tabela 1 – Adaptado de “Autorizações de venda de Pesticidas para uso no Homem emitidas pela Direção Geral da Saúde” a 30/abril/2014. In http://dgs.pt
* Informação disponibilizada no site oficial da empresa.
** Informação fornecida pela empresa.
*** Sem informação.


Maria do Carmo Ferreira com a colaboração de Sandra Costa, Pediatra do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga
Serviço de Pediatria do Hospital de BragaEste espaço é da responsabilidade da equipa médica do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga, instituição certificada pelo Health Quality Service (HQS).
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
A informação aqui apresentada não substitui a consulta de um médico ou de um profissional especializado.
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.