PEDIATRIA

Aleitamento materno em mães com infeção COVID-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a amamentação desde o nascimento em filhos de mães com infeção COVID-19, se garantido o cumprimento das medidas de prevenção de infeção do recém-nascido por gotículas ou contacto, e se a mãe o desejar.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Os pais devem ser informados dos benefícios e riscos na amamentação e, após informação, decidem se optam pela amamentação, pela extração do leite materno e administração por biberão ou por aleitamento com leite de fórmula.

O aleitamento materno, pelos inúmeros benefícios que proporciona tanto para a mãe como para o bebé, é reconhecido como a melhor forma de alimentação (salvo raras exceções), reforçando o sistema imunitário do bebé através da passagem de anticorpos maternos, conferindo proteção contra várias infeções, inclusivamente infeções gastrointestinais e respiratórias.

O vírus pode ser transmitido através do leite materno?
Atualmente não existe evidência científica acerca da transmissão do vírus SARS-CoV-2 (vírus responsável pela infeção COVID-19) em mães COVID-19 positivas aos seus filhos, através do leite materno. Nenhum estudo demonstra a passagem do vírus SARS-CoV-2 através do leite materno, pelo que, o principal risco do aleitamento materno é a contaminação do bebé por gotículas respiratórias ou por contacto.

Que cuidados ter ao amamentar o bebé para evitar a sua contaminação por gotículas ou contacto?
Antes de iniciar a mamada a mãe, deverá:
– Lavar as mãos com água e sabão durante, pelo menos, 20 segundos;
– Colocar máscara cirúrgica (que deve ser trocada a cada 6 horas de uso ou antes se estiver húmida);
– Higienizar as mamas e tronco com água e sabão.

Durante a mamada: evite tocar na boca, nariz e olhos do bebé.

Após a mamada, deverá repetir os seguintes passos:
– Lavar as mãos com água e sabão durante, pelo menos, 20 segundos;
– Higienizar as mamas e tronco com água e sabão.

Não esquecer de lavar e desinfetar os objetos e superfícies usados frequentemente.

Como extrair o leite materno com bomba extratora?
Caso opte pela extração de leite poderá extrair o leite com bomba de extração de leite, e o leite ser oferecido ao bebé, em biberão, por cuidador saudável.
Para efetuar a extração de leite de forma segura, para a mãe e o seu bebé, deverá seguir os seguintes passos:
– Lavar as mãos com água e sabão durante, pelo menos, 20 segundos;
– Higienizar as mamas e tronco com água e sabão, antes de tocar em qualquer parte da bomba ou do biberão;
– Colocar máscara cirúrgica durante a extração do leite (que deve ser trocada a cada 6 horas de uso ou antes se estiver húmida);
– Após cada utilização da bomba extratora esta deve ser limpa na íntegra com água e sabão, seguindo as recomendações do fabricante.

Como armazenar o leite extraído?
O leite extraído deverá ser armazenado em segurança, seguindo as regras habituais de conservação de leite materno. Após cada extração, deverá colocar o leite materno em biberão fechado com tampa ou saco de leite materno, identificar a data e a hora da extração e armazenar de imediato no frigorífico ou congelador.
Orientações para conservação do leite materno extraído:
– No frigorífico (temperatura 4-10ºC): até 3 dias;
– No congelador que se situa fora do frigorífico (tipo combi): até 3 a 6 meses;
– Na arca frigorífica (temperatura ≤ -19ºC): até 6 a 12 meses.

Quais os sinais de alarme no bebé recém-nascido?
Em caso de mãe COVID-19 positiva, se o seu bebé recém-nascido apresentar febre, dificuldade em respirar, recusar mamar, apresentar gemido, irritabilidade ou prostração, deverá contactar a Linha SNS 24 da Direção Geral de Saúde [808 24 24 24].

Cristiana Maximiano, com a colaboração de Drª Almerinda Pereira, Pediatra/Neonatalogista do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga

Serviço de Pediatria do Hospital de BragaEste espaço é da responsabilidade da equipa médica do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga, instituição certificada pelo Health Quality Service (HQS).
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
A informação aqui apresentada não substitui a consulta de um médico ou de um profissional especializado.
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.