PEDIATRIA

O Doutor disse-me que o meu filho tem celulite peri-orbitária ou orbitária

Os sinais e sintomas são variados e incluem edema (inchaço) e rubor da pálpebra que podem ou não estar associados a febre, dor do olho, dor com os movimentos do olho, diplopia (ver a dobrar) ou outras alterações do olho ou da visão.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
O que significa?
Celulite significa inflamação ou infeção da pele e do tecido que se encontra debaixo desta, o tecido celular subcutâneo.

A celulite da região do olho (orbitária) é uma patologia frequente na idade pediátrica. Dependendo da localização da inflamação/infeção em relação ao septo orbitário denomina-se celulite peri-orbitária (pré-septal) ou celulite orbitária (pós-septal):

- A celulite peri-orbitária ou pré-septal dá-se quando a inflamação/infeção é anterior ao septo orbitário, afetando as pálpebras e os tecidos moles envolventes. É a forma mais frequente e a menos grave. Afeta principalmente crianças com menos de 5 anos de idade.

- A celulite orbitária ou pós-septal ocorre quando a inflamação/infeção é posterior ao septo orbitário, envolvendo a gordura e os músculos do olho. É mais grave do que a celulite peri-orbitária e é mais frequente no sexo masculino. Afeta maioritariamente crianças a partir dos 6 anos de idade.

Causas

A celulite peri-orbitária ou orbitária pode ser causada por bactérias, vírus, fungos ou parasitas. Estes microrganismos podem infetar a região do olho em consequência de traumatismos, lesões cutâneas (da pele) como picadas de inseto ou acne, rinite, sinusite, conjuntivite, abcessos dentários, otite média aguda, entre outras.

Sinais e sintomas
Os sinais e sintomas são variados e incluem edema (inchaço) e rubor da pálpebra que podem ou não estar associados a febre, dor do olho, dor com os movimentos do olho, diplopia (ver a dobrar) ou outras alterações do olho ou da visão.

É importante ter em atenção que a exuberância do edema (inchaço) palpebral não se relaciona com a gravidade.

Diagnóstico
O diagnóstico é feito com base nos sinais e sintomas que o seu filho apresenta e na maior parte dos casos não é necessária a realização de análises de sangue ou de exames de imagem (como radiografia, ecografia, TAC ou outros).

Os mesmos poderão ter de ser feitos quando, depois da observação médica, persistirem dúvidas em relação ao diagnóstico ou houver suspeita de complicações e necessidade de internamento, o que é raro acontecer.

Tratamento
A avaliação é sempre feita por uma equipa de Pediatria, Oftalmologia e Otorrinolaringologia.

O tratamento e a via de administração do mesmo (oral ou endovenosa) variam de acordo com o mecanismo da lesão, localização da infeção, idade, complicações e com o microrganismo implicado.

A base do tratamento são os antibióticos, anti-inflamatórios e descongestionantes nasais. Na maioria dos casos, de celulite peri-orbitária sem complicação, os antibióticos são administrados por via oral e sem necessidade de internamento. Nos casos menos comuns de celulite peri-orbitária com complicação ou de celulite orbitária, os antibióticos têm de ser administrados por via endovenosa e existe necessidade de internamento durante os primeiros dias de antibiótico. Em alguns casos, pode até ser necessária uma intervenção cirúrgica.

Prognóstico
Excelente se diagnóstico e tratamento adequados e atempados. Habitualmente resolve sem sequelas.

Ana Luísa de Carvalho, com a colaboração de Maria Miguel Gomes, Pediatra do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga.
Serviço de Pediatria do Hospital de BragaEste espaço é da responsabilidade da equipa médica do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga, instituição certificada pelo Health Quality Service (HQS).
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
A informação aqui apresentada não substitui a consulta de um médico ou de um profissional especializado.
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.