NUTRIÇÃO

Dieta no Natal?

Como se costuma dizer, não é entre o Natal e o Ano Novo que se engorda mas sim entre o Ano Novo e o Natal...seguinte!
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Quando o Natal se começa a aproximar, se alguém pensava seguir ou tinha já começado um plano de emagrecimento, é quase certo que, nesta altura, ou desiste, ou suspende aquilo a que se tinha proposto. Esta festa, que se pretende a comemoração do nascimento de Cristo, pouco tem já a ver com tal, tendo-se transformado numa reunião de família, pautada sobretudo pelos excessos consumistas e gastronómicos. Comemorada por crentes e ateus com a mesma intensidade...

Como em qualquer ocasião festiva, tudo se passa à volta da mesa. A comida sempre foi pretexto para socializar ou o convívio sempre foi pretexto para comer. Nada de mal nisso, não fossem os exageros. Mas para muita gente também isso faz parte da tradição. É o bacalhau, o peru ou polvo, as rabanadas, as filhós, os mexidos, os sonhos, o bolo-rei, os frutos secos, o vinho, espumante ou o vinho do Porto, a mesa atestada de comida para a ceia e o almoço de Natal. E para que nada falte, normalmente sobra até ao fim de ano e aí, para muita gente, tudo se repete.

Ao contrário do que habitualmente se pensa, se a ideia era poder engordar qualquer coisa no Natal, era bom começar a emagrecer antes de ele chegar. Fazia-se depois uma pequena interrupção nesses dois dias e depois continuar-se-ia a "dieta"... até ao Ano Novo. E novamente se retomava. Pelo menos, não se ficava ainda com mais peso... Mas como nesta altura já estamos em cima do acontecimento, é melhor aproveitarmos o novo ano para iniciar uma vida nova tomando, no entanto, até lá, alguns cuidados para que, findas as festas, a balança não nos assuste.

Não são necessárias privações, antes contenção. Em primeiro lugar, tenha atenção às quantidades de comida que faz, para que não tenha que andar a comer sobras durante oito dias. Na véspera e dia de Natal, encha parte do prato com legumes, tendo o cuidado de usar muito pouco azeite no tempero do prato. Não vá para a mesa com muita fome, comendo, se para tal for necessário, um prato de sopa antes do jantar. As sobremesas são normalmente à base de fritos, caldas de açúcar ou frutos secos, sendo por isso altamente calóricas. Não as coma todas de uma vez porque, além de estar a sobrecarregar o organismo com energia que não conseguirá queimar, poderá estragar o prazer da refeição com uma digestão difícil. O ananás ou a salada de frutas sem açúcar (feita com frutos no ponto ótimo de maturação) são uma boa opção. Atenção também à quantidade de bebidas alcoólicas ingeridas porque o álcool é o segundo maior fornecedor de calorias, a seguir às gorduras (em que se inclui o azeite).

No dia seguinte, aproveite parte da manhã ou da tarde para dar uma caminhada. Vai seguramente sentir-se melhor e tirar de cima o peso da culpa de ter comido tanto. Bom mesmo seria que começasse a fazê-lo 3-4 vezes por semana e pelo menos durante 30 minutos.

Os conselhos não são muitos nem novos, mas festim é festim e é para se aproveitar. Como se costuma dizer, não é entre o Natal e o Ano Novo que se engorda mas sim entre o Ano Novo e o Natal...seguinte!
BOAS FESTAS!!!
Paula VelosoNutricionista e autora de Dietas sem DietaDieta sem Castigo e Peso, uma questão de peso.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
A informação aqui apresentada não substitui a consulta de um médico ou de um profissional especializado.
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.