Há um concurso que não desiste de estimular a criatividade científica

Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores tem as candidaturas abertas até 24 de abril. Procuram-se ideias inovadoras de alunos dos 15 aos 20 anos e há intercâmbios internacionais nos prémios a atribuir.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

A 22.ª edição do Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores, da Fundação da Juventude, já está em curso. Os objetivos mantêm-se inalteráveis nesta iniciativa que coloca a comunidade escolar a puxar pela cabeça. Promover os ideais da cooperação e do intercâmbio entre jovens cientistas e investigadores e estimular o aparecimento de jovens talentos nas áreas da Ciência, Tecnologia, Investigação e Inovação são missões intocáveis há 22 anos. As candidaturas estão abertas até 24 de abril. Quem participa jamais esquece esta experiência.
A iniciativa tem dado visibilidade a muitas ideias interessantes e relevantes para o avanço do conhecimento, em várias matérias. As candidaturas podem ser apresentadas por alunos do ensino básico, do ensino secundário, ou que frequentem o primeiro ano do ensino superior - desde que tenham um trabalho científico inovador concluído antes da entrada na universidade -, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos. Até meados de maio, será publicada a lista dos projetos selecionados para estarem presentes na 8.ª Mostra Nacional da Ciência, que terá lugar no Museu da Eletricidade, em Lisboa, de 29 a 31 de maio. Nesta fase, haverá lugar para 100 projetos que têm obrigatoriamente de enquadrar-se nas áreas definidas. São elas: Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática e Química. A partir daqui, tudo pode acontecer com cabeça, tronco e membros.

Inovar é um verbo que os candidatos devem ter sempre presente na hora de criar. Procuram-se ideias que façam a diferença e que, de alguma maneira, surpreendam a comunidade científica. Os trabalhos podem ser apresentados individualmente ou em grupo com o máximo de três elementos. O júri responsável pela avaliação e seleção dos trabalhos impõe respeito. A equipa, que será designada pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, terá professores e investigadores de reconhecido mérito nas diferentes áreas científicas envolvidas, além de representantes da Fundação da Juventude, Ciência Viva, Direção-Geral de Educação do Ministério da Educação e Ciência (MEC) e da Agência Portuguesa do Ambiente.

Os prémios valem o empenho e a dedicação, sobretudo pela oportunidade de viajar e de mostrar noutros cantos do mundo as ideias com cunho português. Os projetos premiados poderão marcar presença em certames internacionais, nomeadamente na final europeia do Concurso Europeu para Jovens Cientistas, que decorrerá em Varsóvia, na Polónia, em setembro deste ano, na Semana Internacional Sobre a Vida Selvagem marcada para junho nos Alpes suíços, e ainda na ISEF - Feira Internacional de Ciência e Engenharia dos EUA, a decorrer em maio de 2015 na Pensilvânia.

Os prémios da Ciência Viva contabilizam 5500 euros. Há ainda prémios especiais “Energia” e “Engenharias” de 1000 euros cada, a atribuir pela ADENE – Agência para a Energia e pela Lipor, respetivamente. A Porto Editora tem também um prémio especial, ou seja, um vale de 500 euros a descontar em edições e publicações, exceto manuais escolares. O primeiro lugar vale ainda telemóveis MEO e os restantes premiados ganham dicionários da Porto Editora.

O concurso habituado a não desperdiçar boas ideias científicas conta com parcerias de peso. O Museu da Eletricidade, a Fundação EDP, a Direção-Geral da Educação do MEC, a Ciência Viva, a Porto Editora, o IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, a Fundação Luso-Americana de Desenvolvimento, a AstraZeneca, a Lipor, a ADENE – Agência para a Energia, o MEO, a Intel, o Sapo, o Forum Estudante, as Pousadas da Juventude e o Cartão Jovem, são as instituições envolvidas neste concurso de projetos inovadores.

Informações:
www.fjuventude.pt
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.