FNE lança campanha "Por uma educação de qualidade" em escolas de todo o país

A FNE vai lançar na segunda-feira uma campanha com faixas espalhadas por escolas de todo o país para reivindicar “uma educação de qualidade”, com mais investimento e valorização dos professores.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

A campanha “Por uma educação de qualidade” vai decorrer durante um mês, entre os dias 10 de maio e 08 de junho, e o objetivo é transmitir a mensagem da FNE (Federação Nacional da Educação) e as suas reivindicações para o setor, explica a organização sindical em comunicado.
Através da colocação das faixas em centenas de escolas por todo o país, a FNE, que representa os trabalhadores docentes e não docentes das escolas, pretende passar “mensagens claras e diretas sobre temas que são considerados essenciais por educadores e professores portugueses”.

Em concreto, a FNE refere a valorização dos profissionais do setor, mais investimento na educação, o fim da precariedade laboral e o rejuvenescimento da profissão.

“As mensagens lançadas através desta iniciativa servem para reforçar o empenho da FNE e dos seus Sindicatos membros na promoção de políticas que deem respostas adequadas aos problemas que têm vindo a ser identificados, e para os quais tem apresentado propostas devidamente sustentadas ao Governo”, acrescentam.

De acordo com a FNE, vão decorrer em vários países europeus iniciativas semelhantes, promovidas pelos sindicatos da educação filiados no Comité Sindical Europeu da Educação.

 

 

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.