Todos os manuais digitais disponíveis (até no telemóvel)

Grupo Porto Editora abre acesso a todos os livros escolares em formato digital e recursos complementares na plataforma Escola Virtual. De todas as disciplinas, de todos os anos de escolaridade. Professores e alunos podem continuar ligados.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Todas as escolas voltaram a encerrar por causa da pandemia e o país entrou num novo confinamento. A 22 de janeiro, já não houve aulas e os alunos estão agora em casa e sem ensino à distância, como decretou o Governo. E assim será até pelo menos 8 de fevereiro. Nessa altura, a situação será reavaliada. O Grupo Porto Editora volta a estar ao lado da comunidade escolar neste momento, ao abrir o acesso a vários conteúdos.

Neste momento, alunos e professores, diretores escolares, pais e encarregados de educação têm ao dispor todos os manuais em formato digital, não apenas no computador, mas também no telemóvel, o que constitui uma novidade exclusiva. Todos os manuais escolares de todas as disciplinas, do 1.º ao 12.º ano, com conteúdos digitais complementares, estão acessíveis na Escola Virtual, plataforma de estudo da responsabilidade da Porto Editora e que existe desde 2005.

Os docentes podem continuar a preparar e organizar aulas, propor exercícios e revisões, abordar diferentes matérias, trabalhar dificuldades específicas, realizar avaliações. Os alunos têm acesso aos seus manuais em formato digital e recursos associados, podem manter a ligação aos seus professores através de ferramentas de comunicação e partilha. Tudo num ambiente seguro e exclusivo à comunidade educativa. Todo o processo é acompanhado e apoiado pela equipa pedagógica da Escola Virtual. E a proteção de dados está assegurada com todos os procedimentos concebidos em conformidade com o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD).

As escolas estão fechadas, mas alunos e professores podem comunicar através da Escola Virtual, em turma ou individualmente, de uma forma fluída. Há possibilidade de criar e gerir turmas e grupos, enviar tarefas, utilizar a comunicação síncrona e assíncrona, por mensagens ou através de um mural da turma, partilhar materiais. Tudo à distância, sem sair de casa, e sem custos.

A medida beneficia cerca de 1,5 milhões de estudantes e suas famílias e mais de 100 mil professores, através da Escola Virtual (www.escolavirtual.pt). “O objetivo é apoiar a comunidade educativa, que, desde o início do ano letivo, tem enfrentado vários constrangimentos provocados por uma pandemia que afeta o dia a dia dos nossos professores, alunos e famílias”, sublinha Vasco Teixeira, administrador do Grupo Porto Editora, citado num comunicado divulgado sobre o assunto.

No ano passado, quando as escolas encerraram em março, o Grupo Porto Editora abriu o acesso à Escola Virtual, sem qualquer pagamento. A experiência e o conhecimento do que aconteceu, segundo Vasco Teixeira, permitem perceber “a importância deste apoio para o trabalho dos professores e dos alunos, nomeadamente em contexto de suspensão letiva.”

Logo a seguir ao anúncio do primeiro-ministro do encerramento dos estabelecimentos de ensino, a Porto Editora avançou com a medida e disponibilizou o serviço em prol da comunidade escolar. As escolas estarão encerradas duas semanas, como explicou António Costa, por “princípio de precaução”, tendo em conta o atual contexto da pandemia, o aparecimento de uma variante potencialmente mais contagiosa, e mais de 10 400 mortes por COVID-19 em menos de um ano em Portugal.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.