Mais 335 mil computadores vão começar a chegar às escolas

O ministro da Educação anunciou hoje que foram comprados mais 335 mil computadores que serão em breve entregues nas escolas, os quais se juntam aos 100 mil que foram distribuídos pelos alunos no anterior período.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

“Podemos anunciar a compra efetiva de mais 260 mil computadores aos que se somam agora mais 75 mil computadores. Ou seja, temos 335 mil computadores que já estão comprados para chegar às nossas escolas”, anunciou o ministro Tiago Brandão Rodrigues, durante a audição regimental que está a decorrer na Comissão de Educação da Assembleia da República.

Estes 335 mil equipamentos juntam-se aos cerca de 100 mil que foram distribuídos durante o primeiro período. Na altura foi dada prioridade aos alunos do ensino secundário com apoio social escolar.

A audição regimental de hoje é a primeira do ano de 2021, em que a maioria dos deputados está a acompanhar a reunião à distância devido à pandemia.

Sobre manter ou não as escolas abertas durante o confinamento, Tiago Brandão Rodrigues voltou a defender a importância de continuar com aulas presenciais: “Fechar as escolas é fechar as portas à aprendizagem, principalmente aos que menos têm”.

O ministro recordou o trabalho desenvolvido por toda a comunidade educativa que tem mostrado que os estabelecimentos de ensino são espaços “de confiança e de segurança”.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.