COVID-19: BE/Açores quer apoios para pais em casa com filhos que tenham escolas encerradas

O Bloco de Esquerda(BE)/Açores defendeu hoje a criação imediata de um apoio aos encarregados de educação que faltem ao trabalho para acompanhar os alunos cujas escolas sejam encerradas no âmbito do combate à pandemia da COVID-19.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Em comunicado enviado à comunicação social, o BE/Açores, que recorda ter esta medida existido no ano letivo passado, declara que “é fundamental que esta medida seja implementada de imediato pelo Governo que está ainda em funções, de modo a garantir que os encarregados de educação que não têm a possibilidade de exercer a sua atividade profissional em regime de teletrabalho possam ficar em casa sem perder metade do salário”.

Mais de 20 escolas encerraram nos Açores, nos últimos dias, na sequência do surgimento de casos positivos da COVID-19, de forma particular na ilha de São Miguel, a maior, com mais população e mais casos registados.

Em março de 2020, foi criado um apoio nacional e um complemento regional às famílias com filhos menores de 12 anos cujos pais tiveram de faltar ao trabalho para ficar em casa, após o encerramento das escolas como medida de combate à propagação da COVID-19.

“É fundamental encontrar agora, com rapidez, mecanismos equivalentes para dar resposta às famílias que se confrontam de novo com esta realidade”, afirma aquela força política, que adianta que caso a medida não seja implementada “no imediato pelo executivo em funções”, irá apresentar a proposta no parlamento com carácter de urgência.

De acordo com o último boletim da Autoridade de Saúde Regional, os Açores registaram, nas últimas 24 horas, 24 casos positivos de COVID-19, dos quais 23 na ilha de São Miguel e um na ilha Terceira, tendo o arquipélago atualmente 11 cadeias de transmissão ativas.

As 1641 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência dos Açores diagnosticaram 12 casos positivos de COVID-19 e há a assinalar nove recuperações no arquipélago, que tem 12 cadeias de transmissão ativas.

A informação consta do boletim diário da Autoridade de Saúde dos Açores, acrescentando que, dos casos diagnosticados nas últimas 24 horas, sete foram detetados na ilha de São Miguel e cinco na ilha Terceira.

Portugal está em estado de emergência desde 09 de novembro e até dia 23, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado e municípios vizinhos. A medida abrange 191 concelhos.

A pandemia de COVID-19 provocou pelo menos 1328 048 mortos resultantes de mais de 55 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.