Verba para educação pré-escolar aumenta 24%

As verbas para a educação pré-escolar vão aumentar 24% relativamente ao valor estimado para este ano, segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), que atribui 899,4 milhões de euros.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Na proposta do OE2021, que foi entregue hoje no parlamento, o Governo volta a salientar a aposta no ensino pré-escolar e a promessa da escolaridade universal desde os três anos.

“Reforçar a resposta do sistema público de ensino na rede pré-escolar, nomeadamente através do desenvolvimento de um estudo global da rede para alargamento sistemático da rede pública” é um dos projetos do executivo, que no próximo ano prevê gastar 899,4 milhões de euros com o pré-escolar.

Para este ano, o Governo estima gastar 724,8 milhões, ou seja, menos 24% do que o valor orçamentado para 2021.

Por outro lado, volta a haver uma diminuição das verbas transferidas para o ensino particular e cooperativo, que no próximo ano deverão ser de 142,1 milhões de euros, o que representa uma diminuição de 8,3%.

A verba prevista na proposta de Orçamento do Estado para 2021 para o ensino básico e secundário e administração escolar é de mais de sete mil milhões de euros, o que representa um aumento superior a 7% em relação a 2020.

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, entregou hoje ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, a proposta de Orçamento do Estado para 2021, que será votada na generalidade no próximo dia 28.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.