“Bué Seguro”: um desafio por mês para todos os alunos

Projeto focado na segurança digital dirige-se a crianças e jovens do pré-escolar ao Secundário e ensino profissional de todo o país. Uma iniciativa da Associação Nacional de Professores de Informática.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Estimular competências para planear e criar produtos na área da segurança digital é um dos principais objetivos do Projeto Bué Seguro, iniciativa da Associação Nacional de Professores de Informática (ANPRI). “Bué Seguro” tem desafios mensais para os alunos do pré-escolar ao Secundário de todo o país, Açores e Madeira incluídos, ao longo deste ano letivo de 2020/2021. A participação implica que crianças e jovens concebam e desenvolvam determinados produtos, orientados por um ou por uma equipa de professores.


Os desafios são mensais e os trabalhos podem ser submetidos do dia 1 do mês corrente até ao dia 10 do mês seguinte. As equipas podem entregar trabalhos nos meses que pretenderem e podem participar em apenas um ou nos que entenderem pertinentes. Ou seja, não há obrigatoriedade de submeter trabalhos em todos os desafios.

Os textos devem ser originais e as imagens utilizadas, desenhos ou fotografias, também. Os alunos juntamente com os seus professores podem submeter trabalhos feitos individualmente ou em equipa até cinco estudantes. As aplicações a utilizar nas criações são escolhidas pelas equipas.

Em outubro, o desafio é criar um marcador de livros que tenha um lema ou uma frase original sobre segurança digital. Para novembro, é apresentar um jogo que pode ser digital ou um jogo de mesa. Criar um cartaz que alerte e sensibilize para as questões da segurança digital é o desafio de janeiro de 2021. A ideia é que o cartaz possa ser utilizado na escola ou noutros locais na comunidade. No mês seguinte, o desafio é criar um ebook com uma história ou um diário de viagem. Em abril, é desenhar uma tira de banda desenhada ou criar uma página sobre segurança digital. Maio é para fazer um vídeo sobre o tema principal, ou seja, segurança digital.

Colaboração, comunicação, proteção e privacidade em ambientes digitais, media, suportes de dados digitais e segurança nos equipamentos, redes e artefactos, são as palavras-chave deste projeto. Para cada uma, há uma personagem desenhada. Todas juntas formam a equipa do “Bué Seguro”. O Kiko tudo faz para que a colaboração em suporte digital seja segura. Kleen tem a missão de assegurar a comunicação online em segurança. Safetina é responsável pela proteção e privacidade online. O Cody está encarregue de garantir os direitos de autor nos diferentes formatos: texto, imagem, som e vídeo online. A Datalista guarda todos os ficheiros em segurança. O Anprrino cuida do uso dos equipamentos em segurança.

A ANPRI quer promover o saber-fazer, o espírito de iniciativa e a criatividade, nomeadamente no âmbito da disciplina de TIC e das disciplinas do ensino Secundário e profissional, mas também nos domínios de autonomia curricular. Quer motivar os alunos a criar produtos em que possam demonstrar conhecimentos, capacidades e valores para saber estar em ambientes digitais. Promover o respeito pelas regras de segurança, direitos de propriedade intelectual em ambientes digitais, divulgar e partilhar os projetos realizados nas escolas, tanto com a comunidade educativa como com a sociedade civil, também fazem parte da lista de intenções.

A ANPRI tem também o MOOC (Massive Open Online Course) para professores, educadores e formadores que querem e necessitam adquirir conhecimentos para o seu trabalho com os alunos, em especial no que diz respeito à proteção e privacidade de dados, comunicação por vias digitais e produção de conteúdos digitais para publicação online, sites ou nas redes sociais.

Informações:
https://anpri.edu.pt/bueseguro/

 

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.