COVID-19: Marcelo aconselha humildade e que se faça "das tripas coração" no novo ano letivo

O Presidente da República aconselhou hoje humildade para corrigir o que correr menos bem no novo ano letivo, que anteviu complexo devido à pandemia de COVID-19, e considerou que vai ser preciso "fazer das tripas coração".
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Marcelo Rebelo de Sousa falava em resposta aos jornalistas no final da inauguração da exposição e lançamento do livro "A cidade que não existia", de Alfredo Cunha, na Galeria Municipal Artur Bual, na Amadora.

Questionado sobre o início do novo ano letivo, o chefe de Estado começou por defender a importância do ensino presencial, alegando que "o ensino não presencial não é verdadeiramente ensino completo".

"Agora, isso obriga a um esforço que, eu percebo os professores e os sindicatos dos professores, é muito difícil, percebo os pais e associações de pais, é muito difícil, percebo os jovens, porque para eles ainda é mais difícil. Mas vamos ter de lidar com isto, quem sabe, meia dúzia de meses", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa realçou que este ano letivo "provavelmente não é perfeito, foi posto de pé no meio de uma pandemia, com o ano letivo anterior ainda a terminar e com muito pouco tempo".

"Por isso é que temos de ter a humildade, mas também a honestidade de, sempre que não estiver a correr bem, tentar corrigir. Aumentar a capacidade de rastreio, ou seja, de testagem, sempre que possível - e o Governo já disse que ia tentar fazê-lo. E fazer das tripas coração, porque esta situação continua a ser em muitos aspetos, em Portugal como noutros países, imprevisível, no tempo que vai durar, na forma de que se vai revestir e nos desafios que coloca", aconselhou.

O Presidente da República referiu que "a previsão última é que não há vacina provavelmente antes de fevereiro ou março" e pediu "espírito coletivo" e que se transforme "a preocupação" com o regresso à escola "em ação" conjunta.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.