Estágios em mais de 50 áreas abrem portas a universitários

Programa da Fundação da Juventude disponibiliza vagas para alunos do Ensino Superior até dezembro e em todo o país. Uma oportunidade para experimentar o mundo do trabalho e alargar conhecimentos.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

São estágios em mais de 50 áreas profissionais, com foco na gestão, engenharias, design, comunicação, educação. O PEJENE – Estágio para Jovens Estudantes do Ensino Superior, da Fundação da Juventude, quer reforçar a capacitação dos alunos universitários para os desafios do contexto real do mercado de trabalho, promovendo uma relação direta entre universidades e empresas, através do desenvolvimento de projetos conjuntos de formação em local de trabalho, ainda durante o período de estudos. Valorizar o currículo dos universitários, enquanto estudantes, é outro dos objetivos deste programa que vai na 28.ª edição.

Há mais de 200 vagas disponíveis em diversas áreas, nomeadamente desporto, direito, arquitetura, serviço social, enfermagem, produção cultural, entre outras. Os estágios duram entre dois e três meses durante um período que estende até ao final do ano. Podem candidatar-se todos os estudantes do Ensino Superior que, no ano letivo 2019/2020, frequentaram o último ou penúltimo ano no ensino público ou privado, abrangendo cursos técnicos superiores profissionais, licenciaturas, mestrados, mestrados integrados e pós-graduações.

Podem ser apresentadas candidaturas até duas vagas de estágio e o processo é tratado numa plataforma online. Por cada estágio, é atribuído subsídio de alimentação e de transporte, bem como um seguro de acidentes pessoais. Os estágios são supervisionados por um tutor técnico, ou seja, por um profissional experiente da entidade de acolhimento que, no final, faz um relatório de avaliação. Após a entrega do relatório de estágio e da ficha de avaliação, os estagiários recebem um certificado emitido pela Fundação da Juventude.

Nas duas últimas edições, o PEJENE teve uma taxa de empregabilidade a rondar os 22% e continua a tentar responder às necessidades dos jovens finalistas do Ensino Superior, abrindo-lhes uma porta de entrada no mercado profissional. Os estágios permitem desempenhar tarefas, aumentar conhecimentos no terreno, antecipando assim tendências e o futuro do mercado de trabalho. “Por essa razão, constitui um programa central no contexto da missão da Fundação da Juventude de realizar e/ou apoiar projetos, atividades e iniciativas destinadas a promover a integração dos jovens na vida ativa e profissional”, sublinha, em comunicado, a promotora da iniciativa.

Este projeto resulta da ligação e parceria da Fundação da Juventude com o tecido empresarial com o intuito de dar aos jovens uma oportunidade de experimentarem o mundo do trabalho, durante um estágio numa área que lhes interesse. A edição deste ano conta com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Informações:
www.fjuventude.pt




 

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.