Escola Virtual gratuita para alunos e professores

Conteúdos educativos com acesso gratuito para 1,5 milhões de alunos dos ensinos Básico e Secundário, durante o período em que as escolas estão fechadas e as aulas suspensas. Docentes podem criar turmas e consolidar matérias.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

O país está em alerta por causa do novo coronavírus, o Governo decidiu encerrar todas as escolas públicas e privadas entre 16 de março a 12 de abril. As aulas estão suspensas durante este período. Medidas excecionais exigem soluções excecionais. Durante este período de pausa letiva, a Porto Editora permite o acesso gratuito à Escola Virtual, plataforma com conteúdos educativos para todos os níveis de ensino. A medida pretende ajudar alunos e professores a manterem a ligação durante este tempo de distância.

São 1,5 milhões de alunos que podem usufruir desta plataforma de e-learning. Uma forma, sublinha a Porto Editora, de “diminuir o impacto negativo que a pausa forçada, mas necessária, possa ter nas aprendizagens nesta fase do ano letivo”. As escolas fecham e alunos e professores têm assim acesso gratuito a conteúdos educativos digitais do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. Os docentes podem organizar aulas, sugerir exercícios para consolidação e revisão de matérias, bem como partilhar conteúdos com os alunos via email.

O acesso é feito através de um registo simples, apenas com a identificação da escola e o ano de escolaridade. De imediato, são disponibilizados os conteúdos da plataforma e as versões digitais dos manuais escolares do respetivo estabelecimento de ensino. E os professores podem criar as suas turmas, o que permite partilhar conteúdos da Escola Virtual, ou mesmo assuntos personalizados, seguirem e monitorizarem o trabalho dos alunos através de várias tarefas.

“Enfrentamos uma situação excecional, que nos desafia, enquanto sociedade, a encontrar soluções para os problemas que se nos deparam. Um cenário como este, de nos vermos forçados a fechar todas as escolas, pode trazer um grau de instabilidade e de alguma ansiedade e é isso que queremos diluir com esta iniciativa, dando a professores e alunos acesso a uma plataforma de estudo com aulas interativas que, atualmente, já é usada por 200 mil jovens e professores na maioria dos estabelecimentos de ensino”, sublinha Vasco Teixeira, administrador da Porto Editora.

Está tudo a postos. A equipa pedagógica da Porto Editora acompanha o processo e dá o apoio necessário. Há já vídeos disponíveis sobre as principais funcionalidades da Escola Virtual. Além disso, selecionam-se conteúdos curriculares adequados e pertinentes no cenário atual, nomeadamente sobre a replicação de um vírus ou as regras de higiene e prevenção de doenças infeciosas.

A Escola Virtual surgiu em 2005 como uma plataforma de ensino e aprendizagem, que proporciona uma metodologia baseada na adaptação de tecnologias avançadas. Uma ferramenta que permite a utilização, em computador e dispositivos móveis, de conteúdos educativos digitais e interativos relacionados com os programas curriculares do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. Um projeto da Porto Editora.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.