Uma mudança para a vida

YourBestLife é tudo menos convencional. A pensar na mudança global, esta organização pretende ajudar cada indivíduo a conhecer-se melhor para depois também ele poder fazer a diferença no próximo. Assente em três pilares fundamentais, Relações Humanas, Impacto Social e Carreira Profissional, a YourBestLife é a primeira plataforma a disponibilizar oportunidades totalmente financiadas, que poderão ser aplicadas em viagens, vantagens, conhecimentos e ferramentas para que cada candidato encontre a sua vida ideal.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Antes de arrancar com esta organização, Guilherme Melo Ribeiro, fundador e CEO do YourBestLife, tinha um outro projeto de cariz pessoal – HumanEyes – que evoluiu de forma natural até chegar aqui. HumanEyes assume-se como um projeto contador de narrativas e inspirador de histórias reais, que chegam dos quatro cantos do mundo. É por perceber a real dimensão dos benefícios e impacto que as viagens têm na vida das pessoas que Guilherme Melo Ribeiro cria o YourBestLife potenciando um efeito multiplicador de experiências, dando oportunidade a todos aqueles que pretendem viajar, trabalhando assim competências profissionais e pessoais através da partilha intercultural.

A comunidade YourBestLife pretende inspirar pessoas a viverem as suas viagens de forma mais humanizada, criando impacto aquém e além-fronteiras. Qualquer pessoa pode fazer parte desta comunidade, havendo lugar a uma inscrição anual de 19 dólares, o equivalente a cerca de 17 euros, o que permite acesso a uma área reservada. Para além de conteúdos formativos, há descontos exclusivos com os parceiros da organização.

Acedendo a esta plataforma, cada elemento terá oportunidade de se conhecer melhor através de um relatório de perfil, de acordo com a sua personalidade. Para além desta ferramenta de autoconhecimento, a plataforma é um espaço de partilha de conhecimentos e experiências para pessoas com os mesmos ideais. Comungando da ideia de que juntos podem fazer a diferença, é possível acompanhar, colaborar e até mesmo fazer donativos a entidades cujo foco está centrado no impacto social.

É também através da plataforma YourBestLife que a aventura começa possibilitando aos candidatos fazer a sua inscrição para os programas disponíveis. Cada candidato é submetido a um processo de seleção que o YourBestLife faz em colaboração com uma empresa de recursos humanos. São quatro as fases que compõem o processo de seleção.

O primeiro momento é um teste de personalidade. Pessoal e intransmissível, não há respostas certas ou erradas. Estas respostas vão permitir conhecer melhor o indivíduo da forma como age, pensa e sente o mundo que o rodeia. Havendo correspondência de perfil, o candidato é submetido a uma segunda fase, sendo feito um questionário técnico pessoal. Com base nas respostas da primeira fase, há que fazer correspondência de identidade com a vaga disponível no processo de seleção. Cada vaga corresponde a um perfil. E serão as características de cada indivíduo em concreto que serão responsáveis por estabelecer um paralelo entre aquilo que cada um é e que papel poderá assumir na aventura. Na primeira YourBestLife Scholarship, os sete perfis complementares, com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos, são: viajante, novo-viajante, aventureiro, comunicador, contador de histórias, escritor de histórias e apoiante de causas sociais.

Os que passam à fase três, terão de responder a três perguntas abertas e motivacionais, sendo necessário apresentar o curriculum vitae e um portfólio com um trabalho que tenha assumido um papel relevante na sua vida. A quarta e última fase é feita através de uma entrevista em vídeo. Esta será a derradeira oportunidade para mostrar o seu verdadeiro eu, pondo à prova toda a sua originalidade, desempenho e perspicácia.

As candidaturas são todas analisadas e escolhidos sete candidatos que serão os principais intervenientes nesta mudança de vida.

Durante seis meses, as sete pessoas selecionadas vão ter a oportunidade de visitar dez países, em quatro continentes diferentes, com todas as despesas pagas. Para que seja possível tirar o máximo proveito desta experiência, o grupo tem, em cada lugar, uma série de atividades previamente planeadas por forma a explorar a cultura local e favorecer as relações interpessoais entre os elementos do grupo e os habitantes locais. É muito comum desenvolver-se trabalho voluntário como forma de agradecimento e retribuição às comunidades que os acolhem durante a jornada. Apesar de haver atividades em grupo, também é possível ter algum tempo para usufruto pessoal. As candidaturas para a segunda edição desta Scholarship estão abertas e os interessados poderão inscrever-se até novembro 2020. No final do mês de dezembro 2020, os candidatos selecionados serão anunciados e segue-se um período de preparação até ao início da viagem que arranca em fevereiro 2021.

Se tiver mais de 18 anos e dois companheiros de viagem que valorizam a aventura e o ar livre, há outro programa disponível. Durante três semanas, os três indivíduos selecionados terão oportunidade de visitar as nove ilhas que compõem o arquipélago dos Açores. As inscrições encontram-se abertas até maio de 2020. O processo de seleção será durante o mês de junho, altura em que serão anunciados os selecionados.

O maior desafio é superar-se a si próprio experimentando sensações e emoções de cortar a respiração. O contacto com a natureza, a exploração da vida marinha e a prática de desportos quase radicais são os principais pontos de interesse para esta mais curta, mas intensa, aventura. Para além das Scholarships disponíveis, pode pertencer a esta comunidade a qualquer altura, sem qualquer limite de idade ou país de origem.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.