Governo aprova 302 ME para obras em escolas e pagamento de dívida da Parque Escolar

O Conselho de Ministros aprovou hoje uma despesa de 302 milhões de euros para o triénio 2019-2021 para pagamento de dívida e obras de conservação nas cerca de 170 escolas reabilitadas ao abrigo da Parque Escolar.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
“A resolução de Conselho de Ministros, referente ao triénio 2019/2021, inclui verbas destinadas ao pagamento do serviço da dívida bem como aos serviços de conservação e manutenção prestados às cerca de 170 escolas que tiveram obras de modernização da Parque Escolar”, esclareceu o Ministério da Educação (ME) à Lusa.

O ME acrescentou que esses serviços “incluem a manutenção preventiva e corretiva às infraestruturas escolares e equipamentos”.

O Conselho de Ministros aprovou hoje uma resolução que autoriza realização de despesa “até ao montante de cerca de 302 milhões de euros, relativa à execução do Programa de Modernização do Parque Escolar destinado ao ensino secundário”.

“Esta autorização visa acautelar os compromissos assumidos pela Parque Escolar em sede de contrato programa, relativos aos serviços de manutenção e conservação prestados às escolas, bem como do serviço da dívida”, refere o comunicado da reunião de hoje.

A Parque Escolar é uma empresa criada para gerir o programa de obras de reabilitação e modernização do edificado escolar do ensino secundário.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.