DGArtes: Artistas obtêm do PM compromisso para correção de falhas nos concursos

O representante da estrutura artística Plateia disse na passada sexta feira que o primeiro-ministro se comprometeu a “encontrar soluções para corrigir falhas no concurso de apoios às artes”, que motivou os protestos dos artistas, no início do mês.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Em declarações aos jornalistas, no final de reunião de sexta feira, em Lisboa, com o primeiro-ministro, que durou quase três horas, o representante da Plateia - Profissionais Artes Cénicas, Carlos Costa, disse que as estruturas sublinharam a importância de se avançar com “uma política integrada da cultura”.

“O primeiro-ministro reconheceu que há uma suborçamentação no apoio à criação artística e uma suborçamentação da cultura em geral”, disse o representante daquela associação de profissionais.

Questionado sobre se tinham conseguido obter um compromisso sobre o objetivo de 1% do Orçamento do Estado, na dotação para a Cultura, o representante da Plateia disse que o primeiro-ministro lhes transmitiu a possibilidade de um crescimento das verbas para a cultura, no próximo Orçamento, embora sem atingir 1%.

O representante do Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos (Cena-STE), André Albuquerque, por seu turno, mostrou-se satisfeito com a reunião, e afirmou: “Não é todos os dias que organizações da cultura são recebidas pelo primeiro-ministro”.

“Esperamos agora por atitudes concretas, nomeadamente de legislação, verbas e soluções que tenham a ver com o reconhecimento da necessidade de alterar este modelo”.

Na reunião de sexta feira com António Costa participaram, além dos representantes do Cena-STE e da Plateia, Tânia Guerreiro, pela Rede - Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea, Pedro Penilo, pelo Manifesto em Defesa da Cultura, e Ana Cristina Vicente, pela Performart, associação que congrega instituições como os três teatros nacionais — São Carlos, D. Maria II e São João —, as fundações de Serralves e do Centro Cultural de Belém, o Teatro Viriato e o Teatro do Bolhão, entre outras entidades.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.