HISTÓRIAS DA EDUCAÇÃO

Nunca vos direi adeus meus “semeadores de afetos”

A vida é feita de mudanças, já o dizia o poeta. E é esta mudança que opera hoje em mim um sentimento de grande saudade.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Mudei de escola. Após tantos anos a cuidar de vós – meus meninos especiais – tive de vos deixar! Muitos leitores compreenderão do que falo, outros nem tanto. Durante anos, cuidei de vós e vi-vos crescer. Vi todas as vossas evoluções, comemorei todas as vossas conquistas e imbuí-me nas vossas famílias tentando, permanentemente, ajudar os vossos pais a ultrapassar todas as dificuldades que se foram cruzando na nossa caminhada.
Ser professor da educação especial, também é isto! É tentarmos diariamente ser excelentes profissionais e ao mesmo tempo deixar os afetos avançar.

Sempre vos senti muito “meus” como tantas vezes o proferi e o demonstrei. Em mim, nunca viveu unicamente a professora/profissional ou apenas a Manuela enquanto pessoa individual. Em mim, sempre viveram as duas: a profissional e a pessoa que se deixou apaixonar por um amor maior, o vosso amor, o amor dos meus meninos especiais!

Tenho saudades, sim… Repito! Tenho saudades vossas… Saudades que, por vezes, fazem doer…

Mas também tenho a esperança que outra professora virá e vós fará ainda mais felizes! Porque a vida assim é!

Levo-vos comigo! Recordo cada um dos vossos rostos que me acompanham em sonhos, cada um dos vossos abraços que me enchem a alma… Sim, tenho saudades! Com a certeza, porém, de nunca vos dizer adeus! Agora, esperam-me outras crianças especiais…

Hoje, já lhes conheci o rosto. Hoje, já lhes senti a certeza de que juntos iremos fazer um bom trabalho. Um trabalho de aprendizagem académica e afetiva, onde a minha teoria dos afetos nos levará a percorrer um caminho… Lindo! Um caminho centrado nas vossas potencialidades.

Por isso, hoje, senti que iremos ser felizes…

Por isso, hoje, senti que irei ser feliz na minha nova escola com as minhas novas “túlipas”.

O amor é assim… uma acumulação de “sentires” e… hoje, em mim, vivem todos vós, os alunos que “deixei” e os que acabaram de chegar.

A vós, meus “semeadores de afetos”: Beatriz, Rute, Rafael, Ana Filipa, Claudinha, Francisco…

Um sorriso especial da vossa eterna professora Manuela!

Porque nunca vos direi adeus!

Manuela CunhaProfessora Especializada em Educação Especial e autora dos livros Autismo - Um perturbação pervasiva do desenvolvimento e Semeadores de Afetos" - Vivências Reais de uma professora da Educação Especial.
Mentora, formadora e coordenadora dos projetos: "Escola de Pais Especiais"; "Aprender a ser Pais Felizes com um filho com deficiência"; " Aprender a ser Pais Emocionalmente Inteligentes" e "Sala de Aula Desenvolvimental - Crianças Especiais".
Mestre em Ciências da Educação, no ambito da Inteligência Emocional.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.