Balizas ainda são um perigo

As balizas das escolas e campos de jogos continuam a ser uma ameaça, concluiu um estudo realizado pela APSI.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir

Uma em cada oito balizas fixas de escolas ou de espaços de lazer públicos testadas pela Associação Para a Promoção da Segurança Infantil (APSI) tombaram perante o teste. O estudo realizado no início deste ano, e que a APSI dá agora a conhecer, revela que 82% das balizas encontradas em repouso estavam soltas.

"Ainda existe um número demasiado elevado e indefinido de balizas soltas em Portugal", concluiu-se no relatório da APSI, que recomenda, por isso, a regulamentação "com urgência" deste tipo de equipamento. Apesar dos casos tornados públicos de mortes e ferimentos de crianças causados pelas balizas dos recintos escolares, de acordo com a Associação, cerca de 80% das escolas não sabem se existem fichas técnicas referentes às balizas que têm nos estabelecimentos de ensino. Só uma escola, num universo de 112, respondeu que fazia manutenção às balizas.

Os resultados do estudo realizado pela APSI não vem fazer sentir apenas a necessidade urgente de fixar as balizas ao solo para evitar mais acidentes. Acima de tudo, vem demonstrar que mesmo nas estruturas fixas pode haver acidentes: uma em cada oito das balizas fixas testadas pela Associação caíram. Além disso, 82% das balizas apenas estão fixas quando em posição de jogo, para serem soltas quando não estão a ser utilizadas. Durante os testes, as balizas caíram porque o sistema de fixação não era compatível com o solo e, portanto, este era arrancado, porque o material estava corroído ou porque os sistemas de fixação estavam sub-dimensionados e não eram capazes de reter baliza. Na verdade, 34,3% das balizas testadas encontravam-se em mau estado de conservação.

Por tudo isto, a APSI pergunta: "Quantas mais mortes serão necessárias para que deixem de existir balizas soltas em Portugal?" A associação sugere que as balizas soltas sejam retiradas de imediato dos recintos, que estejam sempre fixas, mesmo quando não são necessárias para jogar, e que se faça a manutenção regular destes equipamentos.

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários seja o primeiro!