Ministério da Educação felicita alunos por medalha de prata em Olimpíadas da Ciência

    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Uma equipa de alunos do Ensino Secundário ganhou uma medalha de prata nas Olimpíadas da Ciência da União Europeia, que terminaram hoje, em Copenhaga, na Dinamarca, revelou o Ministério da Educação (ME) em comunicado, felicitando os vencedores.

A EUSO 2017 (sigla em inglês) foi a 15.ª edição das Olimpíadas da Ciência e contou com a participação de duas equipas portuguesas.

A equipa vencedora é constituída pelos alunos Diogo Miguel Ferreira Rodrigues (E.S. c/ 3.º ciclo do Castelo da Maia), João Miguel Seixas e Sousa (Colégio Pedro Arrupe - Sacavém) e Marco António Ribeiro (Externato Delfim Ferreira, Riba D`Ave - Vila Nova de Famalicão), que “alcançaram um lugar de topo nesta competição”, referiu o ME.

“O resultado dos alunos é motivo de orgulho e o reflexo de muito empenho e de muito trabalho de todos os envolvidos, que o Ministério da Educação felicita”, lê-se no comunicado da tutela.

Portugal participou pela nona vez nesta competição, que em 2017 contou com a participação de 25 países, e que “pretende estimular a escolha de carreiras científicas, desenvolver talentos, proporcionar troca de experiências e contactos entre estudantes, que podem vir a participar nas Olimpíadas Internacionais da Ciência, bem como comparar o currículo e as perspetivas do ensino das Ciências entre os Estados-membros da União Europeia”.

A participação portuguesa é assegurada pela Direção-Geral da Educação, Sociedade Portuguesa de Física, Sociedade Portuguesa de Química e Ordem dos Biólogos.
    • a
    • a
  • comunidade
  • comentar
  • imprimir
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para assinar os comentários
  • submeter
  • cancelar
  • visualizar
Não existem comentários. Dê-nos a sua opinião!
 
Para salvaguardar o bom funcionamento deste espaço, todos os comentários são sujeitos a um processo de filtragem e validação editorial, pelo que só serão aceites participações sem linguagem obscena, difamatória, ameaçadora ou caluniosa.

O EDUCARE.PT reserva-se o direito de não validar todos os comentários que não se enquadrem nestes pressupostos e que não se relacionem, única e exclusivamente, com a atualidade educativa.
Recordamos ainda que todas as mensagens são da exclusiva responsabilidade dos participantes, nomeadamente, no que respeita à veracidade dos dados e das informações transmitidas.